Porquê odeiam ou amam os passeios do Starbikers

Na cidade de São Paulo existem muitos grupos de ciclistas. De todos os tipos, para todos os gostos. Não ciclistas normais, gente que usa a bicicleta para transporte ou lazer casual. Não, são ciclistas que usam a bicicleta para esporte amador e de forma mais intensiva que a média.

Alguns se encontram durante finais de semana, sábados ou domingos; alguns fazem trilhas nos arredores de São Paulo, e outros são estritamente urbanos; muitos grupos são fechados, você só entra se for convidado.

Mas a maioria dos grupos é de passeio noturno na cidade. Você pode encontrar listas desses grupos, e escolher um deles para se divertir. São muitos e diversos. Tem para todo mundo.

Eu conheci vários deles. E cada um tem a sua particularidade, sua identidade, que invariavelmente é dada pelo guia. É ele quem determina como será o passeio, como o grupo se comporta, que trajetos irão desenvolver quando saem pela cidade. E os ciclistas todos que se reúnem fazem a festa acontecer.

O Starbikers tem quase 10 anos, e o seu guia e fundador é o Prê. O grupo atualmente sai 3 vezes por semana. Conheço o grupo desde a fundação, sou praticamente um dos sócios fundadores. E é o meu grupo preferido, de longe. Por muitos motivos, vários e diversos. Meu cérebro sempre fica contente depois de um passeio com o grupo, cheio de opiáceos e endorfina.

Mas algumas pessoas que conheceram o Starbikers não gostaram e não voltaram. Descobri quais são os motivos que afastam essas pessoas, e também algumas das qualidades do grupo que eu gosto e que atraem outros ciclistas.

Vejam a lista, e me digam se concordam ou não.

Porquê alguns odeiam o passeio do Starbikers Porquê eu adoro o passeio do Starbikers
Sempre sai na hora – 21h Sempre sai na hora – 21h
Sempre chega na hora – 23h30 Sempre chega na hora – 23h30
Você não pode usar fones de ouvido Você não pode usar fones de ouvido
Pedalamos forte e pra valer; estamos lá para pedalar! Pedalamos forte e pra valer; estamos lá para pedalar!
NUNCA repete um roteiro NUNCA repete um roteiro
SEMPRE há uma novidade, uma rua nova, um caminho diferente SEMPRE há uma novidade, uma rua nova, um caminho diferente
Respeitamos sempre as leis de trânsito Respeitamos sempre as leis de trânsito
Mesmo no passeio moderado, não pedala menos que 30km Mesmo no passeio moderado, não pedala menos que 30km
No passeio forte não pedala menos que 50km No passeio forte não pedala menos que 50km
O guia se comporta como um sargento e é respeitado como um sargento O guia se comporta como um sargento e é respeitado como um sargento
O grupo não tem clima de bar enquanto está pedalando O grupo não tem clima de bar enquanto está pedalando
Ciclistas que querem treinar um giro leve ou moderado ou forte vão para o Starbikers (terça-feira, quinta-feira e segunda-feira) Ciclistas que querem treinar um giro leve ou moderado ou forte vão para o Starbikers (terça-feira, quinta-feira e segunda-feira)
O guia não ganha nenhum centavo com o trabalho que faz, e faz muito bem feito O guia não ganha nenhum centavo com o trabalho que faz, e faz muito bem feito
Se o ciclista não agüenta, é convidado a voltar na próxima vez e treinar antes Se o ciclista não agüenta, é convidado a voltar na próxima vez e treinar antes
Ciclistas não podem ultrapassar o guia, ir à esquerda do grupo ou executar manobras além de suas capacidades e que coloquem em risco a segurança de qualquer um Ciclistas não podem ultrapassar o guia, ir à esquerda do grupo ou executar manobras além de suas capacidades e que coloquem em risco a segurança de qualquer um
Se o ciclista insistir no erro, ele é convidado a sair do grupo. Se não aceitar o convite, ele é saído Se o ciclista insistir no erro, ele é convidado a sair do grupo. Se não aceitar o convite, ele é saído
Se fez merda leva pito, não importa se é amigo, tio, irmão ou completo desconhecido Se fez merda leva pito, não importa se é amigo, tio, irmão ou completo desconhecido

Há algo que você odeia nesse grupo que não foi citado acima? Você adora pedalar com o Starbikers por algum motivo que não foi lembrado? Escreva nos comentários.

Share
Esta entrada foi publicada em Bike e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

30 respostas a Porquê odeiam ou amam os passeios do Starbikers

  1. Tilo disse:

    Legal o Texto, estou a um tempão ensaiando para ir no starbikers, pela distância, prefiro ir quando estiver acompanhado na volta, mas realmente é complicado manter um grupo organizado por tanto tempo, isso não é facil!

  2. Excelente texto!
    Eu que conheço e freqüento os Starbikers há 5 anos e nenhum outro sei bem o que diz.

    Quando cheguei lá, depois de ter lido no site sobre o nível de esforço de cada dia (não haviam as terças-feiras, o mais baixo. Perdi de ir na quinta e acabei aparecendo na segunda. Eu ouvi: “beleza, mas o cara é corajoso… mas vamos lá.” Nesse dia, foram 47 Km até Pirituba. Disse foram porque eu minha energia acabou no começo da Lapa.

    Chegando em casa, com um senso de responsabilidade, escrevi um e-mail contando o que ocorreu e que havia chegado bem. Estava sozinho. Essa a “punição” pra quem não agüenta. Além de ter dito que não estava no mesmo nível de condicionamento do grupo, perguntei se poderia voltar, pois não sabia como funcionava tudo.

    Essa historinha é relatada até hoje quando cita exemplos de participantes que eram muito “ruins” e junto com a opinião do guia que disse que fui “macho” ao assumir que não estava nas mesmas condições e porque apesar de não ter me dado bem na primeira não saí falando mal do grupo como alguns fazem. Por isso ele reiterou o convite pra outros dias.

    Casos assim, de participantes assíduos e persistentes a grande bincadeira desse hobby (que pra mim, se tornou também meio de transporte) resultaram também em boas amizades no grupo, que é o que é bom dessa vida.

  3. Sou suspeito para tecer qualquer comentário. Mas, aprovei a publicação do tópico. Críticas construtivas e sugestões são sempre bem vindas.

  4. Hanibal disse:

    Eu odeio o passeio do Pre ele parece uma moça pelando parece um polenguinho.

  5. Infelizmente não estou frequentando mais o grupo como gostaria, as viagens do trabalho não estão deixando. Mas vale a pena, muito a pena. Pelo clima de compromisso e responsabilidade do Prê com a galera, nada de engraçadinho, é pedalada séria!

    Na segunda tem o passeio noturno mais forte de São Paulo. E até acho “passeio” um nome pejorativo, já que está mais para treino, é puxado, média alta, para poucos.

    Na minha primeira segunda eu fui avisado que não esperavam se ficasse para trás, me desgarrei numa subida e sofri para alcançar o grupo, mas consegui! Uma vitória! Cheguei junto! E é lógico que voltei!

    Sempre que puder estarei lá!

  6. Tiago disse:

    A primeira vez que fui pedalar com o Starbikers foi numa segunda. Sabia que não seria fácil e não foi. Cheguei ao fim acabado e tendo que pedalar mais 11km pra casa. Nem reparei se o guia era sargento e todas características mais descritas aqui, de tanto esforço que fiz.

    Tentei voltar algumas vezes na quinta e na segunda de novo, mas como moro longe e o tempo é curto, cheguei de 5 a 10 min atrasado e fui fazer eu mesmo meu treino. Consegui voltar na hora na semana passada numa terça. Foi bem mais leve, apesar disso tem ritmo de treino (não é passeio como muitos outros grupos são), mas é mais light que segunda, tanto que fiquei conversando o tempo todo e reparei que esse não era o tom do grupo mesmo. Tranquilo, cada grupo tem seu jeito e ninguém me repreendeu por estar conversando, mas o bom senso me disse que esse não era o tom do grupo. Fui na segunda agora e foi bem puxado pedalar 52k mais 22 da ida e volta, mas não fiquei acabado como antes, acho que a forma com que o guia lida não atrapalha, ajuda a orientar o grupo, desde a saída pontual, até o transitar por áreas com muitos carros, ônibus etc mantendo o ritmo de treino.

  7. Anonymous disse:

    Gosto porque o guia depila as pernas.

  8. zelito disse:

    Pessoal, eu ate achava que em sampa, haveria pedal interessantes noturno, ate o dia que conheci o pedal do Pré.ai depois disso, classifico os outros como apenas os outros, pois a minha opinião é a seguinte, se vou sair de casa, para andar menos de 30km, e melhor agarrar um pacote de biscoito e deitar no sofá.Pedal é isso ai mesmo, ou mais forte,claro que cada pessoa tem seu ritmo.
    mas tbem ate dizer que Odeia, menos vai, arruma outro grupo,se prepara e depois vem com a galera e deixa de ser chorão !!!!!!!!!!. Abs Rapaziada.
    e vamos pedalar e deixamos os criticos de lado, por isso eles existe, alguem da ouvido ai eles se acham importantes rsrsrsrsr Abraços Pré e sou muito grato, em fazer parte desse grupo simmmmmm.

  9. Daniel Hatanaka disse:

    Participei do início do Strbikers, em 2001, e, por razões profissionais, fiquei afastado por 7 anos. Após esse tempo, por acaso, reencontrei, ou melhor, fui encontrado pelo Prê (irreconhecível à paisana), que me convidou a retornar. O fiz em novembro de 2008, numa quinta-feira (um pequeno equívoco pra quem não está preparado fisicamente), quando completei o percurso a duras penas, e pude notar que o grupo manteve a mesma qualidade da liderança e dos roteiros, bem como evoluiu na organização e número de ciclistas.
    É um grupo pra quem ama pedalar e quer realmente evoluir, além de ser composto por pessoas humildes, agradáveis e amigas interessadas somente em pedalar. Não há fins comerciais, ninguém se importa pra marca de sua bike ou a tecnologia do seu equipamento, como acontece em alguns grupos. Lá todos são iguais e prova disso é que dinheiro algum é necessário, basta vontade, preparo físico, uma bicicleta e um capacete…
    Um grande abraço ao Prê e a todos amigos do Starbikers!

  10. O passeio/treino leva a cara do guia, ou seja, vá para PEDALAR, sem meio termo. O problema é que tem gente que não curte isso, vai c/ 2as intenções e fala mal. Não deveria.

  11. Manuel disse:

    O fato de termos um sargento em nosso grupo (digo nosso porque ja é meu tbm….rs) nos torna um pouco diferentes, e para melhor !

    Quem esta a fim de pedalar “com segurança”, respeitar nosso trânsito para sermos respeitado, conhecer nossa cidade com mais detalhes e curtir nossa “magrela”, esse é o pedal !

    Um abraço a todos Starbikers !!!

  12. Joel disse:

    A atitude de “sargento” do Prê é perfeitamente aceitável! A reponsabilidade está toda em cima do guia. Ele tem que estar prestando atenção no trânsito e nos ciclistas o tempo inteiro. Se não tiver ordem, a galera começa a pedalar em clima de bar e aumenta a chance de acontecer acidentes.

    Pessalmente eu não acho que o passeio seja tão “exército” quanto pintam…

    Só segunda-feira que não dá pra ficar batendo papo, porque aí falta fôlego pro pedal.

  13. Alessandro Thuller disse:

    Moro em SP há 3 anos e para minha felicidade descobri o Star Bikers. Pedalo com este grupo há pouco mais de um ano e digo que não é apenas um passeio. É um treino de qualidade, e para que isto seja mantido, é preciso disciplina e organização, coisa que o Pre consegue fazer com competência.

    Lembro-me que logo no primeiro passeio, quando já estávamos chegando à Luis Gois, dei bobeira e acabei tomando uma bronca, por estar emparelhado fora do ‘dois a dois’. Para alguns, esta bronca poderia ser levada a mal, e fazer com que não voltasse. Mas vi nesta atitude do guia que o negócio era sério e de responsabilidade. Continuarei pedalando com o grupo sempre que puder. Além do treino, de quebra fiz bons amigos. Parabéns ao StarBikers!!

  14. Fabio Guariglia disse:

    Esse grupo é demais! A seriedade e comprometimento com que o Prê lidera o grupo explicam os 8 anos de existência, as centenas (ou milhares Prê???) de pessoas que já pedalaram conosco e os sempre fieis participantes dos pedais as segundas, terças e quintas. Ando afastado por motivos profissionais mas na primeira oportunidade estarei de volta.
    Aqui conciliamos uma excelente atividade física, lazer e amizades.
    Com certeza o melhor grupo para se pedalar em São Paulo.
    Abraço aos amigos!

  15. ola!!!!
    Venho por meio desta declarar minha “sastifação” de pedalar com vc’s.
    sempre que posso ou que São Pedro deixa eu, apareço nas terças e quintas feiras.um ritmo ótimo,velocidade compativel ao meu desempenho corpóreo, pessoas agradáveis amigas e solidárias.
    percursos inacreditáveis(de uma rua saimos em outra que nunca iria imaginar que eram proximas)gosto muito dos “rolês”,só tenho receio que minha “pré histórica” bike resolva quebrar em um local muuuuito distante.
    mantenho sua manutenção em dia, mas, coisas acontecem….
    um abraço a todos e aos novatos,treinem um pouquinho que vale a pena….

  16. Prê disse:

    Valeu, Alê.

  17. Prê disse:

    Obrigado, caro Yasley.

  18. Prê disse:

    Acabei de me tocar. Não preciso responder cada comentário individualmente, não é mesmo ? Mas todos merecem uma resposta, sem dúvida. Para não me alongar demais, agradeço pelas palavras de incentivo e pela crença na proposta do grupo Starbikers. Damos a máxima importância ao ato de “pedalar”, mas com uma certa dose de esforço físico e ganho de condicionamento. Quem atualmente consegue pedalar conosco nos três dias da semana, com certeza já perdeu peso (e alguns centímetros na barriga…), ajudou seu coração a bater melhor e não tem mais medo de nenhuma subida da cidade. Aos persistentes, minhas boas vindas.

  19. Prê disse:

    Caro Hanibal, você escreveu “pelando”, mas acho que quis dizer “pedalando”, certo ? E sobre o polenguinho, eu prefiro light.
    E você ?

  20. Prê disse:

    Ao Anonymous: Oooops, deu para perceber ????

  21. All Dinno disse:

    O Starbikers dispensa apresentação mesmo pq o passeio já é um convite para mais um e por ai vai progressivamente. Não tenho tido muito tempo de sair com eles, porém a cada vez que saio me convenço que é o Melhor de todos os grupos de bikers da cidade de São Paulo. O tal sargento, o é para o nosso bem. É por isso que todos vão e voltam para suas casas são e salvos. Parabéns Starbikers (Prê)

  22. Willian Cruz disse:

    Nunca vou esquecer os primeiros passeios noturnos que fiz em São Paulo, muitos deles com o Starbikers, porque me fizeram pegar gosto por pedalar em grupo. Nem a primeira tempestade, que eu peguei pedalando aqui em Sampa numa noite quente com o grupo, porque me fez perder o medo de pedalar na chuva.

    E a primeira cicloviagem que eu fiz foi um “bate e volta” com o Starbikers até Jundiaí (120km), com direito a chuva de granizo, porque foi o que me fez pegar gosto por pedalar em estrada e visitar outras cidades com a bike.

    Se eu não tivesse pedalado por vários anos com o Starbikers, não teria ânimo nem resistência para isso aqui:
    http://blig.ig.com.br/freeride/2006/07/24/ciclo-iagem-na-serra-catarinense/

  23. lilian cristina de claris disse:

    EM 09/08/11 ODIEI PORQUE SIMPLESMENTE ME LARGARAM NO MEIO DO CAMINHO SOZINHA NA PRIMEIRA VEZ QUE FUI PARTICIPAR. ESTAVA EU NA ZONA NORTE PERDIDA POIS AS PLACAS INDICAVAM LAPA E ALTO DA LAPA, CORRI UM RISCO ENORME POIS NÃO CONHEÇO A CIDADE E JÁ ERAM 22:45H, E OLHA QUE O TAL DE PRÊ QUE DE TÃO COVARDE NEM O NOME DIVULGA, HAVIA DITO QUE ERA RESPONSÁVEL POR TODOS QUE ESTAVAM NO GRUPO, IMAGINA ENTÃO SE DISSESSE QUE ERA CADA UM POR SI E ELE NÃO SE RESPONSABILIZARIA POR NADA, ACHO QUE SERIA MAIS HONESTO SE TIVESSE DITO ISSO E AINDA FRISASSE QUE SE O PARTICIPANTE NO CASO EU E MAIS UM NOVO QUE ESTAVAM NAQUELE DIA NÃO CONSEGUISSE ACOMPANHAR O GRUPO FICARIA LARGADO PARA TRÁS. COMO O TAL DE PRE O PRIMEIRO DO GRUPO E O ULTIMO DO GRUPO TINHAM RÁDIOS, ACHEI INGÊNUAMENTE QUE ESTARIA SEGURA COM ESSE GRUPO. ENTÃO DEIXO AQUI A INFORMAÇÃO PRIMORDIAL DESTE GRUPO, SE VOCÊ NÃO ESTIVER À ALTURA DOS MACHÕES QUE FORMAM ESTE GRUPO, FICARÁ JOGADO NO MEIO DO CAMINHO SOZINHO CORRENDO TODO TIPO DE RISCO, AINDA BEM QUE NADA ACONTECEU COMIGO MESMO EU TENTANDO LIGAR PARA 190 NÃO CONSEGUI DAR QUEIXA DESSA IRRESPONSABILIDADE DE ALGUÉM QUE FORMA UM GRUPO SÓ PARA OS EXIBICIONISTAS E NÃO PARA TODOS QUE QUEIRAM PEDALAR MESMO ESTANDO NO COMEÇO E NÃO TENDO TANTA EXPERIÊNCIA COMO ELE. ACHO QUE ESQUECEU QUE A CIDADE É BEM PERIGOSA, E UMA MULHER SOZINHA SEM SABER PRA ONDE IR É UM ALVO MUITO FÁCIL PARA QUALQUER TIPO DE ACONTECIMENTO. INFELIZMENTE ESSA É A REAL DESSE GRUPO NOJENTO.

  24. lilian cristina de Claris disse:

    Prê você é um irresponsável, tem muita sorte, pois nada me aconteceu… Mais um dia essa sorte pode virar e algo acontecer com aqueles que deixa pelo caminho só por não estar no mesmo condicionamento físico que você e a maioria do grupo, e ai meu amigo, você vai ter uma ingrata surpresa, pois se algo tivesse acontecido comigo eu ia lhe causar bastante dano a sua falça reputação de guia consciente e responsável pelo grupo como você teve a coragem de encher a boca para dizer… E olha que não é te desejando mal, mais vai ser fatal, algum dia, se você continuar com essa política de deixar os participantes que não o alcançam para trás… Algo de muito ruim vai acontecer e eu não vou ter precisado fazer nada para que aconteça o que você merece por ter me largado do outro lado da cidade muito longe de onde eu moro sozinha… Sinta o tranco do meu punho fechado virando seu rosto ao ser golpeado pois é isso que eu tive e tenho vontade de fazer… lhe dar um tapa na cara para ver se você tira essa pose de maioral do pedal, pois, com certeza só está na frente desse grupo por que já é velho demais para competir… e lhe restou se mostrar para gente que como você deve pensar nesta cabeça egoísta não chega aos seus pés.
    Meu enorme desprezo à sua pessoa. Foi um desprazer em conheçê-lo.

  25. lilian cristina de Claris disse:

    Prê você é um irresponsável, tem muita sorte, pois nada me aconteceu… Mais um dia essa sorte pode virar e algo acontecer com aqueles que deixa pelo caminho só por não estar no mesmo condicionamento físico que você e a maioria do grupo. E ai meu amigo, você vai ter uma ingrata surpresa, pois se algo tivesse acontecido comigo eu iria causar um enorme estrago à sua falsa reputação de guia consciente e responsável pelo grupo, como você teve a coragem de encher a boca para dizer… E olha que não é te desejando mal, mais vai ser fatal, algum dia, se você continuar com essa política de deixar os participantes que não o alcançam para trás… Algo de muito ruim vai acontecer com algum deles e eu não vou ter precisado fazer nada para que aconteça o que você merece por ter me largado do outro lado da cidade muito longe de onde eu moro sozinha… Sinta o tranco do meu punho fechado virando seu rosto ao ser golpeado, pois é isso que eu tive e tenho vontade de fazer… lhe dar um tapa na cara para ver se você tira essa pose de maioral do pedal, pois, com certeza só está na frente desse grupo por que já é velho demais para competir… e lhe restou apenas ficar se mostrando para gente que, como você deve pensar nesta sua cabeça egoísta, não chega aos seus pés.
    Meu enorme desprezo à sua pessoa. Foi um desprazer conheçê-lo.

  26. Nilton disse:

    Cara Lilian.
    Pelo que me consta. vc nao tinha capacidade fisica nem material para pedalar de noite, sua bicicleta nao trocava de marcha direito, muito provavel por má manutencao, como de sã consiencia sai de casa, a noite, com um problema desse? andar em grupo, é andar dois em dois paralamente, nao fechado os outros , quase causando acidentes (por falta de pratica, nao sei).
    Quanto a parte fisica, cada um sabe da sua, e ninguem falou que era light, a OBRIGACAO ERA SUA de saber se ia aguentar ou nao. Existem outros grupos mais faceis outros mais fortes. Pelo que sei , grupo nenhum se responsabiliza por falta de condicoes fisicas nem mecanicas.
    Esperamos varias vezes por vc. e mesmo assim nao pediu ajuda para arrumar um TAXI para ir embora. Eu escutei vc falando: “NA SUBIDA EU NAO AGUENTO, PODE IR.” Portanto, acho melhor vc analizar antes de ficar falando bobagens.
    Ninguem te obrigou a ir, nao pagou nada e ainda reclama.
    Espero que alguem te aguente em outro grupo. Boa sorte na vida.

  27. Wlad disse:

    ‘Sinta o tranco do meu punho fechado…’ hahaha.. q engraçado.. uma criança, enfim.

    paramos umas 4 vezes para esperar a menina, e decide abandonar o grupo justo lá na casa do chapéu. no começo, o guia sempre deixa claro que o grupo não é para inciantes; para quem começa agora há muitos outros grupos na cidade.

    que bom saber que nunca mais verei essa ciclista (ops) por ai.

    boa sorte, vai precisar.

  28. Prê disse:

    Depois de aguardar por um bom tempo a “poeira abaixar”, resolvi me manifestar a respeito do comentário da sra. Lilian, embora o companheiro Nilton já tenha esclarecido a circunstância em que o fato ocorreu. Infelizmente, perdeu-se aí mais uma oportunidade valiosa de criticar construtivamente a maneira como conduzimos o grupo Starbikers. Somos todos humanos, erramos às vêzes e me parece que a sra. Lilian assim entendeu na sua única e última participação em nosso grupo. Sou um guia do tipo “sargento”, mas aceito críticas, desde que sejam construtivas e que venham acompanhadas por uma sugestão de melhora. Quanto às palavras agressivas e demonstrações de violência, nada tenho a declarar. Cada um sabe o vai dentro de si e tem uma maneira distinta de manifestar suas insatisfações. Eu prefiro, quando saio de casa, orar e pedir proteção para mim e para todos os membros do grupo, independente de seu condicionamento físico. Aliás, após uma leitura atenta, os possíveis interessados em pedalar conosco encontrarão várias informações úteis, que podem ajudá-los a decidir se o grupo Starbikers é o mais adequado, tendo em vista a nossa filosofia de lazer somado à evolução do condicionamento físico. Se é somente para pedalar batendo papo, nosso grupo certamente não serve. Ah sim, antes que eu me esqueça, na mesma leitura atenta é possível encontrar também o meu nome completo. Quanto ao julgamento do meu condicionamento físico em relação a minha idade, deixo para que os meu companheiros das segundas-feiras (“Planas”/”Triplo X”) se manifestem, se assim quiserem. Assunto encerrado.

  29. Prê disse:

    Correção gramatical: na penúltima frase, onde se lê “meu” companheiros, leia-se “meus” companheiros.

  30. Prê disse:

    No ano passado, mais precisamente em 31/08/2010, o nosso amigo Domingos se despediu de nossa cidade e também de sua pizzaria, a Piu Bella. Desde então, a pizzaria está sendo administrada pelo nosso novo amigo Luiz e o nome da pizzaria mudou. O novo nome é Pizzaria Manuella. Os telefones continuam os mesmos, além do acréscimo de dois números novos. Para os antigos clientes, no entanto, os números antigos continuam valendo. O grupo Starbikers continua utilizando a pizzaria como seu único ponto de saída de todos os passeios semanais. Um abraço a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *